domingo, 22 de maio de 2011

Musa Do Paulistão 2011

Caroline Sautchuk Musa do Paulistão 2011

segunda-feira, 9 de maio de 2011

Sabrina Sato achava que iria morrer virgem



Sabrina Sato é a capa da revista "Gloss" que chega nesta sexta-feira às bancas de todo o país. Como sempre acontece nas entrevistas com a musa do "Pânico na TV", suas declarações dão muito o que falar. Veja só o que a japa que é considerada uma das mulheres mais bonitas do Brasil diz: “Às vezes, eu pensava que ira morrer virgem. Demorei a entender que amar não era sofrer”. Sobre a preocupação em envelhecer, Sabrina fala: “Não tenho essa paranoia de mulheres de 30 anos, esse desespero para casar e ter filhos”.

Ao longo da reportagem, Sabrina comenta ainda a sua fama de ser, digamos, limitada intelectualmente: “Quando as pessoas descobrem que não sou burra é como se tivessem descoberto o Brasil. Só porque não fico dando opinião sobre tudo acham que não sou inteligente...” A espertíssima Sabrina Sato finaliza a entrevista falando se sofreu preconceito por ser uma ex-big brother: "Me perguntaram se sofri preconceito depois do BBB. Talvez tenha sofrido e não tenha percebido. Por eu não ter preconceito com os outros, acho que eles não têm comigo"





Achei aqui

terça-feira, 3 de maio de 2011

Maria do BBB 11 todos já viram oque a playboy quer mostrar

A exuberante Maria do BBB11 será a próxima peladona da playboy porém oque a bela vai mostrar quase todo mundo já viu em fotos ou vídeos ' Meg Mellilo
Mas de qualquer forma ela nunca irá cansar os nossos olhos.Aí vai um aperitivo de Maria.

sábado, 30 de abril de 2011

Sexo oral ela ensina



Vanessa de Oliveira, escritora e ex-garota de programa, explica sem frescuras como enlouquecer um homem com a prática


Por incrível que pareça, não é o sexo anal o campeão do ranking das preferências sexuais masculinas. O vencedor é o oral. Portanto, as garotas de programa abusam dessa prática e se dedicam a aprender e fazer bem. Não há mulher boa de cama se ela não souber fazer um sexo oral bem feito. Sexo oral é imprescindível.
A primeira grande dica é manter a boca e língua bem umedecidas. Como a glande é uma região bastante sensível, precisa ter diminuído o atrito seco e a saliva ajuda a tornar o toque mais excitante, pois desliza melhor.
Começa-se pela fala, dizendo o quanto se gosta e sente prazer em fazer oral nele. Se ele não estiver antes excitado, começará a ficar assim que começara ouvir. Eu usava desse artifício quando era garota de programa, pois algumas vezes meus clientes chegavam no quarto desejando fazer um programa, mas estavam sem ereção e para dar um início rápido ao seu processo de excitação eu usava dessa estratégia.

Aprecie o pênis dele com as palavras, com a boca e com os olhos. Homens são verdadeiros narcisistas no que diz respeito ao pênis e esperma. E eles gostam de ver expressões de desejo no rosto de quem os acaricia com oral. Aproveite para fazer enquanto fala frases picantes.

Massageie e acaricie os testículos dele, um de cada vez. Acredite, ele vai adorar! Deslize seus dedos em direção ao períneo e acaricie essa sensível região, sem pudores. Confie em mim, ele irá delirar! Depois de falar, segure com vontade o pênis, não de forma delicada como quem tem medo, mas com firmeza, com maestria.

Então é hora de por em prática o oral. Começa-se pela glande, com a boca bastante úmida envolvendo-a por inteiro. Nessa hora deixa-se a língua flácida e faz-se movimentos de subir e descer, ora tirando o pênis totalmente da boca, ora subindo e descendo sem parar
Leva-se também o pênis até o fundo da garganta. Procure, no momento que o pênis está todo envolto pela boca, fazer sucção com bastante força, e procure deixar a boca mais suave (diz-se toque aveludado) quando estiver na parte da glande.

Estou falando aqui os segredos que uma profissional do sexo usa para ter êxito no sexo oral. No início você pode sentir um incômodo, mas com o treino não se tem mais a sensação do refluxo quando o pênis toca a epiglote.

A região de maior sensibilidade é a glande, mas nela encontramos uma micro região que é mais sensível ainda, o freio do prepúcio. Vale a pena dar uma olhada em um livro de anatomia para você saber a localização exata, ou então procurar figuras da anatomia peniana na internet.

Exatamente nessa parte é que se concentrará a atenção especial. Tem duas maneiras diferentes de se dar prazer com oral no freio do prepúcio. Uma delas é, com a língua umedecida e rígida, sem estar com a boca na glande, friccionar o freio, apenas com a ponta da língua rígida. Brinque de percorrer o curto comprimento do freio do prepúcio e brinque também na transversal do freio.
A segunda maneira é com a boca envolvendo toda a glande, também se acaricia o freio do prepúcio, só que usando a língua flácida. Apesar da parte mais erógena do pênis ser o ápice, explora-se todo o corpo peniano e passa-se a língua envolta dele, dando paradas para dar sugadas na região da virilha também. Profissionais do sexo abusam dos movimentos repetitivos, fazendo inicialmente em ritmo devagar e depois acelerando os movimentos.

Para aumentar a força do orgasmo, faz-se com que o momento dure o maior tempo possível, mudando de ritmo quando ele estiver a ponto de ejacular, dessa maneira é possível controlar a hora da finalização. Mudanças frequentes no movimento costumam retardar a ejaculação, bem como movimentos repetitivos e vigorosos aceleram o processo.

Para causar maiores arrepios no homem, balas de halls preto podem estar na boca enquanto o sexo oral é feito. Essa até é uma dica da década passada, hoje em dia já se conta com gel comestível de vários sabores que também causam a mesma sensação refrescante da bala, bem como pedrinhas de gelo. Ambos causam sensações térmicas incomuns, que excitam os homens.

Depoimento de Vanessa de Oliveira


Fonte

quinta-feira, 28 de abril de 2011

Loiras ou morenas

A eterna disputa entre quem leva vantagem na preferência masculina sempre foi muito grande entre as loiras e as morenas...mas porque?
Bem a resposta para essa pergunta óbviamente deve ser tão dificil quanto decidir entre quem realmente leva a vantagem.É verdade que ambas possuem muitas qualidades e várias outras razões que poderiam te fazer escolher um "lado" para defender quer dizer desejar...Porém eu prefiro não optar por uma ou pela outra, mas ficar sempre observando a diversidade entre elas e por falar nisso escolhi para representar aqui no Pimenta uma loira e morena dignas de serem a referência de beleza entre os dois "partidos".Então espero que vocês gostem e decidam entre qual delas leva o seu voto ou quero dizer opção...Dúvida cruel!!!

Nicoli Bahls

Juliana Salimeni

segunda-feira, 25 de abril de 2011

25 maneiras de irritar no MSN

1°- Fique entrando e saindo com o nick escrito: To te vendo.

2°- chame um monte de gente em uma conversa

3°- Diga Oie td bem... Quando a pessoa te responder fale: Quem é você o que faz no meu msn.

4°- Começe a contar uma historia e do nada para e pergunta se ela gosta de banana

5°- Tudo o que a pessoa falar você responde: Sério não diga.

6°-Chame a atenção de alguém e grite TERREMOTO

7°- Coloque a mesma frase que a pessoa e a mesma foto e finge ser ela

8°- Quando o status da pessoa tiver ocupado ou algo assim,fica mandando a frase: "eu sei o que vc ta fazendo"

9°- Fala mal da pessoa pra ela mesma depois escreve: Ops janela errada

10°- Fale que viu a pessoa fazendo
algo que ela não fez e insista nisso até ela perde a linha...


11°- Escreva Gooooooooool no nick e fique entrando e saindo(no dia que não tem jogo) e quando vierem te pergunta gol de quem você responde: Mas tu é curioso hein!? Do meu gato ele ganho de mim de 3 a 0.

12°- Tudo que a pessoa fala no msn você diz: Mas falandu nisso você vem sempre aquii?

13°- Finje que ta brava(o) com a pessoa e faz a pessoa ficar preocupada e depois de ocupar metade do tempo dela vc diz: Oxi pq vc ta achanduh que to brava(o) com vc?

14°- Fala pra pessoa que você está chateada porque ela no te dá atenção e depois de um tempo pergunta: O você é idiota fica perdendo tempo comigo....

15°- Fala pra pessoa liga a TV que vôce está aparecendo num programa ai quando a pessoa vier pergunta cadê você, você responde: não era eu não é que a ele(a),é muito parecida(o) comigo..

16°- Corrija tudo o que a pessoa escrever errado ai chama ela de burra...

17°- Combine com um amigo(a) de fica entrando e saindo vc com a frase: Olha ele!(ela) e ele(ela) com a frase: olha ela(ele).

18°- Fala pra pessoa que precisa fala com ela e fica chamando a atenção dela sem parar ate ela te responder quando ela responder vc pergunta: Você ja foi no banheiro hj?

19°- Mude a fonte da sua letra pra symbol ai fica conversando com a outra pessoa sem para.

20°- Faça qualquer coisa pra pessoa fala: P/ de fala besterira ou cala boca! Depois responde ela assim: não to falanto to escrevendo dããããããããããhH

21°- Fale oi pra pessoa provavelmente a pessoa vai fala oi e pergunta se ta tudo bem... você responde que sim e depois fala oi de novo ai começa a conversa denovo.

22°- Conte uma piada muito idiota e ri de vc mesmo(a) quando a pessoa te responder ai você fala ta você ta rindo do que? OU Agora você me explica porque não entendi a piada!

23°- Mande uma corrente pra ela e fala pelo amor de deus repassa inclusive pra você,quando ela passar você diz: Que infantil,você ainda acredita nessas brincaderias...?

24°- Se despede da pessoa e depois de um tempo se despede denovo ai fica fazendo isso até ela querer te mata.

25°- Fala pra pessoa que ta doente e quando ela pergunta porque responde: Porquê ainda perco meu tempo com você no msn.

Está postagem tem vinte e cinco de um total de cinquenta e uma maneiras de irritar

Fonte

quarta-feira, 20 de abril de 2011

Coelhinhas do Pimenta

A páscoa está ai e nada como o coelhinho para representar bem essa época, mas para dizer a verdade eu prefiro as coelhinhas...



Anuncie no Pimenta

Harakiri - A honra Samurai


Harakiri significa literalmente "cortar a barriga" ou "cortar o estômago.Também chamado de SEPPUKU
Ele é feito para recuperar a honra pessoal ou limpar o nome da família, caso essa honra fosse perdida em alguma atitude indigna, evitar ser sequestrado em um campo de batalha ou por pura lealdade ao daimyo e acompanhá-lo eternamente.
Era um ritual que seguia sempre a mesma ordem: o samurai banhava-se para purificar seu corpo e a sua alma. A seguir vestia a roupa específica do seppuku, totalmente branca, tomava uma xícara de saquê, sempre em dois goles, e a seguir escrevia um ou dois poemas de despedida. Então deveria ajoelhar-se e enfiar sua tanto, wakizashi ou um punhal, na barriga, no lado esquerdo, e cortá-la então, até o lado direito deixando assim as vísceras expostas para mostrar sua pureza de caráter e no fim puxar a lâmina para cima, fazendo assim um corte em cruz. O seppuku era horrivelmente doloroso, mas o samurai, de acordo com o seu código de honra, não podia demonstrar dor ou medo ao realizá-lo.

No mundo dos guerreiros, seppuku era um feito de bravura que era admirado em um samurai que sabia haver sido derrotado, caído em desgraça ou mortalmente ferido. Significava que ele poderia terminar seus dias com os seus erros apagados e sua reputação não apenas intacta como engrandecida. O corte do abdômen liberava o espírito do samurai da forma mais dramática, sendo uma forma extremamente dolorosa, lenta e desagradável de morrer. Não raro, o samurai, após abrir o ventre, permanecia vivo por horas ou mesmo dias, esvaindo-se em sangue e ao mesmo tempo sentindo uma dor indescritível. Por isso, algumas vezes o samurai que o fazia pedia a um companheiro leal que fosse seu assistente e lhe cortasse a cabeça antes que esta pendesse ou que demonstrasse não estar mais suportando a dor, o que seria considerado uma desonra tanto para o que cometeu seppuku quanto para o assistente. O assistente precisava ter um domínio magistral da técnica da espada para que fosse chamado a executar essa função, pois ao degolar o companheiro, a cabeça deste não podia rolar para o chão, o que seria considerado um desrespeito ao mesmo e a seus familiares. Assim, o corte executado pelo assistente só podia abrir a garganta do samurai, jamais romper suas vértebras. Daí a necessidade do companheiro que assistia o samurai suicida ser um exímio espadachim. Esse ato era chamado de kaishaku.
Dentre os motivos para cometer seppuku está a falha ao servir seu senhor ou perda da honra por qualquer motivo. Se o senhor do samurai fosse derrotado na guerra e o samurai não cometesse seppuku, nenhum outro senhor iria contratá-lo. Nessas circunstâncias, ele estaria renunciando publicamente à classe dos Samurais e passaria a ser chamado de ronin(outra possível pronúncia é "Rounin"), cujo sentido literal é "homem-onda" pois, tal como as ondas do mar, viveria sem destino certo, normalmente realizando pequenos serviços para os senhores mais abastados ou ensinando a técnica da luta com espadas a quem se interessasse


Seppuku é uma parte chave do Bushido, o código dos guerreiros samurais. Era utilizado pelos guerreiros para evitar cair nas mãos dos inimigos, ser usado por inimigo e para atenuar a vergonha que isso causaria. Os samurais podiam também receber ordens dos daimyo (senhores feudais) para que cometessem seppuku. Guerreiros que caíssem em desgraça também tinham permissão por vezes para cometer seppuku ao invés de serem executados. Como o principal ponto do ato era a restauração ou proteção da honra do guerreiro, os que não pertenciam a ordem dos samurais não eram obrigados e não se esperava que cometessem seppuku. Samurais mulheres somente poderiam cometer esse ato com permissão.


Alguma vezes o daimyo era chamado para fazer um seppuku como base para um acordo de paz. Isso deveria enfraquecer o clã derrotado de forma que a resistência deveria efetivamente cessar. Toyotomi Hideyoshi usou o suicídio de um inimigo nesse sentido várias ocasiões, a mais dramática das quais encerrou a dinastia daimyo definitivamente quando Hōjō foi derrotado em Odawara em 1590. Hideyoshi insistiu no suicídio do daimyo Hōjō Ujimasa, e no exílio de seu filho Ujinao. Com um corte de uma espada a mais poderosa família de daimyos do Japão teve o seu fim.


Anuncie no Pimenta

segunda-feira, 18 de abril de 2011

Bruce Lee- A lenda

Bruce Lee (São Francisco, 27 de novembro de 1940 — Hong Kong, 20 de julho de 1973. É considerado o artista marcial mais importante do século XX. Foi o responsável pela popularização dos filmes de Hong Kong no mundo.
Desde cedo Bruce Lee treinava Tai Chi com seu pai e também aprendeu Wing Chun dos 13 aos 18 anos com o famoso mestre Yip Man, no qual foi apresentado ao estilo pelo seu amigo William Cheung em 1954. Anos mais tarde, o próprio William Cheung disse que Bruce Lee evoluiu muito rápido no Wing Chun, ultrapassando em pouco tempo a habilidade de muitos alunos mais antigos. Bruce tinha uma facilidade acima do comum para aprender e executar os movimentos ensinados pelo seu mestre. Como em muitas das escolas de artes marciais na época, os alunos eram ensinados por outros alunos mais graduados. Mas Yip Man começou a treinar Lee em particular após alguns alunos se recusarem a treiná-lo, pelo fato de que sua mãe não era totalmente chinesa (o avô materno de Bruce era alemão e sua avó Chinesa) e a maioria dos chineses naquele tempo recusavam-se a ensinar artes marciais aos ocidentais e aos mestiços.

Após a guerra, Hong Kong era um lugar difícil de se crescer. Havia diversas gangues pelas ruas da cidade e Lee foi muitas vezes forçado a lutar contra elas. Mas Bruce gostava de desafios um contra um e por diversas vezes enfrentou membros dessas gangues. Mesmo com o pedido de seus pais para que ele se afastasse desse cotidiano, pouco adiantou. Devido aos desafios que Bruce venceu as confusões vinham naturalmente até ele.
Aos 18 anos de idade, Bruce Lee foi para os Estados Unidos, com 100 dólares no bolso e 2 títulos de campeão de Boxe de 1957 e 1958 de Hong Kong. Depois de viver em São Francisco por vários meses, ele se mudou para Seattle no outono de 1959, para continuar seus estudos e trabalhou para Ruby Chow como garçom e lavador de pratos em seu restaurante.

Ruby era esposa de um amigo de seu pai. Seu irmão mais velho Peter Lee também acolheu Bruce Lee em Seattle para uma pequena estadia. Em dezembro de 1960, Lee concluiu o ensino médio e recebeu seu diploma da Edison Technical School (agora Seattle Central Community College, localizado em Capitol Hill, Seattle).

Em março de 1961, matriculou-se na Universidade de Washington e estudou filosofia. Também estudou teatro e psicologia. Foi na Universidade de Washington que conheceu sua futura esposa, Linda Emery, com quem se casaria em agosto de 1964.

Bruce teve dois filhos com Linda, Brandon Lee e Shannon Lee.

De todas as partes do corpo que Bruce Lee desenvolveu, os seus músculos abdominais eram os mais espetaculares: sólidos como pedra ao toque, profundamente cortados e altamente definidos. Bruce acreditava que os abdominais eram um dos mais importantes grupos musculares para um artista marcial já que virtualmente todo movimento requer algum grau de trabalho abdominal.

Ele sentia que muitos artistas marciais daqueles dias não tinham aptidão física necessária para acompanhá-lo. A esposa de Lee, Linda Emery, afirma que o seu falecido marido "era um fanático por treinos abdominais. Estava sempre a fazer sit-ups, abdominais, movimentos de cadeira romanos, elevações de perna, e V-ups."

De acordo com algumas notas iniciais de Lee, o seu treino diário abdominal incluía:

Torção de Cintura - quatro séries de 90 repetições.
Sentar para cima (sit-ups) com torções - quatro séries de 20 repetições.
Elevações de perna - quatro séries de 20 repetições.
Torções inclinadas - quatro séries de 50 repetições.
Pontapés em posição de rã - quatro séries de 50 repetições.
A convite de Ed Parker, Lee apareceu em 1964 no Long Beach International Karate Championships para apresentações de suas flexões sobre os dedos (usando o polegar e o dedo indicador). No mesmo evento em Long Beach, também apresentou o famoso "soco de uma polegada".

Seu voluntário para a demonstração do soco foi Bob Baker de Stockton, Califórnia. "Eu disse a Bruce que não faria esse tipo de demonstração de novo", lembrou. "Quando ele me deu um soco da última vez, eu tive que ficar em casa sem trabalhar, porque a dor no peito era insuportável."

Foi em 1964 em um campeonato onde Lee conheceu o mestre de taekwondo, Jhoon Rhee. Os dois desenvolveram uma amizade - uma relação em que ambos se beneficiaram como artistas marciais. Jhoon Rhee ensinou seu chute lateral a Lee, e em retribuição Lee o ensinou o seu "soco telegráfico".

Lee também apareceu em 1967, no Long Beach International Karate Championships e realizou diversas apresentações, incluindo o famoso soco "imparável" contra o campeão mundial de karatê, Vic Moore. Lee disse que ia dar um soco em seu rosto, e tudo o que Moore tinha que fazer era tentar bloqueá-lo. Lee deu alguns passos para trás e perguntou se Moore estava pronto, Moore faz sinal positivo com a cabeça, Lee então deu um soco em linha reta diretamente para o rosto de Moore, e parou antes do impacto. Em oito tentativas, Moore não conseguiu bloquear qualquer dos socos.

O pai de Lee, Hoi-Chuen era um famoso astro da ópera cantonesa. Bruce foi introduzido em filmes em uma idade muito jovem e apareceu em vários curtas ainda em preto-e-branco quando era criança. Lee teve seu primeiro papel ainda como um bebê. Na época em que tinha 18 anos, ele já tinha aparecido em vinte filmes.
Nos Estados Unidos entre 1959 e 1964, Lee abandonou os pensamentos de uma carreira no cinema em favor da dedicação total às artes marciais. William Lee Dozier o convidou para uma audição após assistir uma de suas apresentações de artes marciais. Lee impressionou tanto os produtores com sua agilidade que ganhou o papel de Kato ao lado de Van Williams na série de TV O Besouro Verde. O show durou apenas uma temporada, de 1966 a 1967. Além disso apareceu diversas vezes em participações em várias séries televisivas, incluindo Ironside (1967) e Here Come the Brides (1969). Em 1969, Lee fez uma breve aparição em seu primeiro filme estadunidense Marlowe onde interpretava um capanga contratado para intimidar o detetive particular Philip Marlowe (interpretado por James Garner), esmagando o seu escritório com chutes e socos. Em 1971, Lee atuou em quatro episódios da série de televisão Longstreet como o instrutor de artes marciais do personagem principal Mike (interpretado por James Franciscus).

De acordo com declarações feitas por Bruce Lee, e também por Linda Lee após a morte de Bruce, em 1971, Bruce lançou uma série de televisão de sua autoria intitulado "A Warrior", discussões que também foram confirmados pela Warner Bros. Segundo Cadwell, no entanto, a ideia de Lee foi adaptada e rebatizada de Kung Fu, mas a Warner Bros não lhe deu nenhum crédito. Em vez disso o papel do monge Shaolin do Velho Oeste, foi dado ao então não-artista marcial David Carradine pelo medo de um heroi chinês não agradar ao público.

Não estando satisfeito com seus papéis de apoio nos EUA, Lee retornou para Hong Kong. Sem saber que "O Besouro Verde" tinha sido exibido e feito muito sucesso em Hong Kong sendo oficialmente chamado de "O Show do Kato", foi surpreendido ao ser reconhecido na rua como a "estrela" do show. Então lhe foi oferecido um contrato de cinema pelo lendário diretor Raymond Chow para estrelar dois filmes produzidos por sua produtora Golden Harvest. Lee atuou seu primeiro papel principal em O Dragão Chinês (1971) que foi um enorme sucesso de bilheteria em toda a Ásia e o lançou ao estrelato. Logo em seguida atuou em A Fúria do Dragão (1972) que quebrou os recordes de bilheteria anteriormente estabelecidos pelo Dragão Chinês. Tendo terminado o seu primeiro contrato de dois anos, Lee negociou um novo contrato com a Golden Harvest. E depois formou sua própria companhia Concord Productions Inc, com Chow. Para o seu terceiro filme, O Vôo do Dragão (1972), foi dado o controle completo de produção do filme como o escritor, diretor, astro e coreógrafo das cenas de luta. Em 1964, em uma demonstração em Long Beach, Califórnia, Lee tinha encontrado o campeão de Karate Chuck Norris. Em O Vôo do Dragão, Lee e Norris apresentam aos espectadores uma luta final em pleno Coliseu, de Roma que é considerada uma das mais memoráveis da história dos filmes de luta.

No final de 1972, Lee começou a trabalhar em seu quarto filme, O Jogo da Morte. Começou a filmar algumas cenas, incluindo sua sequência de luta com a estrela do basquete estadunidense Kareem Abdul-Jabbar de 2,18m, um ex-aluno. A produção foi interrompida quando a Warner Brothers ofereceu a oportunidade de Lee estrelar em Operação Dragão, o primeiro filme a ser produzido em conjunto pela Golden Harvest e Warner Bros. Este filme seria o foguete de Lee para a fama na Europa e nos Estados Unidos, no entanto, apenas alguns meses após a conclusão do filme e 6 dias antes do seu lançamento 26 de julho de 1973, Lee morreu misteriosamente. Posteriormente, Operação Dragão se tornaria uma das maiores bilheterias do ano e Lee uma lenda das artes marciais. Foi feita com o custo de $ 850.000 em 1973 (equivalente a US $ 4 milhões). Até à data, Operação Dragão arrecadou mais de $ 200 milhões no mundo inteiro. O filme provocou uma febre pelas artes marciais, simbolizadas em canções como "Kung Fu Fighting" e programas de TV como o Kung Fu.

Robert Clouse, o diretor de Operação Dragão, e Raymond Chow tentou terminar O Jogo da Morte, filme incompleto que Lee também foi escalado para escrever e dirigir. Lee tinha feito mais de 100 minutos de gravação, incluindo outtakes, para o Jogo da Morte antes da ser filmagem interrompida para lhe permitir trabalhar em Operação Dragão. Além de Abdul-Jabbar, George Lazenby, mestre de Hapkido Ji Han Jae Lee e outro praticante, Dan Inosanto também apareceram no filme.

Em 10 de Maio de 1973, Lee desmaiou no estúdio Golden Harvest, enquanto fazia o trabalho de dublagem para o filme Operação Dragão. Ele sofreu convulsões e dores de cabeça e foi imediatamente levado para um hospital de Hong Kong, onde os médicos diagnosticaram edema cerebral. Eles foram capazes de reduzir o inchaço com a administração de manitol. Esses mesmos sintomas que ocorreram em seu primeiro colapso depois foram repetidos no dia da sua morte.

Em 20 de julho de 1973, Lee foi a Hong Kong, para um jantar com o ex-James Bond George Lazenby, com quem pretendia fazer um filme. Segundo sua esposa, Linda Lee, Lee encontrou o produtor Raymond Chow às 2 da tarde em casa, para discutir a realização do filme Jogo da Morte. Eles trabalharam até as 4 da tarde e depois dirigiram juntos para a casa da colega Lee Betty Ting, uma atriz de Taiwan. Os três passaram o script em casa e, em seguida Chow se retirou.

Mais tarde, Lee se queixou de uma dor de cabeça, e Ting deu-lhe um analgésico, Equagesic, que incluía aspirina e um relaxante muscular. Cerca de 7:30 da noite, foi se deitar para dormir. Quando Lee não apareceu para jantar, Chow chegou ao apartamento, mas não viu Lee acordado. Um médico foi chamado, que passou dez minutos tentando reanimá-lo antes de enviá-lo de ambulância ao hospital. Lee foi dado como morto no momento em que chegou ao hospital.

Não houve lesão externa visível, porém de acordo com relatórios da autópsia, o seu cérebro tinha inchado consideravelmente, passando de 1.400 a 1.575 gramas (um aumento de 13%). Lee tinha 32 anos. A única substância encontrada durante a autópsia foi Equagesic. Em 15 de outubro de 2005, Chow declarou em uma entrevista que Lee morreu de hiperalergia ao relaxante muscular "Equagesic", que ele descreveu como um ingrediente comum em analgésicos. Quando os médicos anunciaram a morte de Lee oficialmente, o país considerou uma enorme "desgraça".

A controvérsia ocorreu quando o Dr. Don Langford, que foi médico pessoal de Lee em Hong Kong e o havia tratado durante seu primeiro colapso acreditava que o "Equagesic não foi único remédio envolvido no primeiro colapso de Bruce."

No entanto o professor RD Teare, um cientista forense da Scotland Yard que supervisionou mais de 1000 autópsias, foi o perito superior designado para o caso Lee. Sua conclusão foi que a morte foi causada por um edema cerebral agudo devido a uma reação aos compostos presentes na prescrição de remédios como o Equagesic.

Sua esposa Linda voltou para sua cidade natal, Seattle, e foi enterrado no lote 276 do Cemitério Lakeview. Seu caixão foi carregado no funeral em 31 de julho de 1973 por Taky Kimura, Steve McQueen, James Coburn, Chuck Norris, George Lazenby, Dan Inosanto, Peter Chin, e seu irmão Robert Lee.

A morte de Lee ainda é um tema de controvérsia.

Anuncie no Pimenta

domingo, 10 de abril de 2011

Loirinha dançando super sexy

Este vídeo é o meu preferido do you tube


Este vídeo já foi postado com outra musica...sinceramente prefiro a anterior.

Anuncie no Pimenta

O mito Hayabusa


A Suzuki Hayabusa (também conhecida como GSX1300R em alguns países) é uma motocicleta Hyper Sport originalmente apresentada pela Suzuki em 1999. Possui um motor de 1.340cc de 4 cilindros em linha, 4 tempos e foi exaustivamente testada como sendo a motocicleta em produção mais rápida do mundo antes de um acordo de cavalheiros entre os fabricantes japoneses em 2000 e 2001 para limitar, eletronicamente, a velocidade das motocicletas produzidas a patir daquele momento.
O nome Hayabusa é a tradução japonesa para Falcão-peregrino, o pássaro que é capaz de velocidades superiores a 320 km/h e é, também, o predador natural (talvez não por coincidência) do blackbird (nome atribuído a várias espécies de pássaros), em uma clara referência à CBR 1100XX Super Blackbird pois, quando foi lançada no mercado, em 1999, tomou o título de motocicleta mais rápida do mundo das mãos da Honda. A primeira geração da Hayabusa era chamada de GSX1300R e era impulsionada por um motor de 1.299cc com 4 cilindros em linha, refrigerado a água. Esse motor permaneceu praticamente inalterado até o modelo 2008 ser lançado no mercado. Originalmente, o motor de 1.299cc é capaz dos seguintes números:

1/4 de milha (402m): 10.02s @ 231.26 km/h
60–130 km/h: 3.13s
130–160 km/h: 3.31s
Velocidade Máxima: 317 km/h (recorde aferido pelo Guinness Book de 2000 e 2004)
Potência: 180 cv (157cv @ 9.800 rpm, medido na roda traseira)

A competição no segmento de motos Hyper Sport cresceu muito com a inclusão de outras marcas, como BMW K1200S, Kawasaki Ninja ZX-12R e Kawasaki Ninja ZX-14. Esse crescimento fez com que a Suzuki repensasse toda a estratégia de mercado da Hayabusa, revisando todo seu modelo para o lançamento de 2008. A Suzuki simplesmente abriu mão da designação GSX1300R em alguns países e chamou a motocicleta de Hayabusa. O tamanho do motor cresceu para 1340cc com uma taxa de compressão de 12.5:1. Após toda a revisão, o ganho de potência obtido superou em de 12% ao propulsor anterior, passando a gerar 197cv estáticos.
O combustível agora é injetado através de um novo corpo de borboleta de 44mm, usando o Suzuki Dual Throttle Valve (ou somente SDTV), que pode-se resumir para os menos entendidos técnicamente como a adição de mais um bico injetor em cada um dos quatro cilindros, ou seja, agora são dois por cilindros, com ângulos distintos, aumentando considerávelmente o aproveitamento do cobustivel injetado, resultando neste considerável incremento de potência e torque. Há que se ressaltar a presença do sistema SRAD (Suzuki Ram Air Direct), que acrescenta cerca de MAIS 10cv acima dos 200Km/h, fazendo com que ela alcance a marca próxima dos 210cv dinâmicos. O sistema de seleção do modo de pilotagem (chamado de Suzuki Drive Mode Selector, ou simplesmente S-DMS) , uma tecnologia introduzida na linha GSX-R, permite escolher entre três opções de entrega de potência: "C" conforto (touring, com cerca de 120cv), "B" normal (média de aproximadamente 160 cv) e "A" esporte (high performance, entregando ai a totalidade de 197cv). Uma das características mais notáveis é a inclusão de um novo sistema de exaustão 4-2-1-2, que cumpre as exigências das regulamentações de emissão de gases EURO3 e EPA Tier 2, um sistema de embreagem deslizante, uma carenagem redesenhada, os piscas traseiros também foram incorporados à traseira da motocicleta, para melhoria da aerodinâmica. Apesar da velocidade máxima, uma das características mais marcantes do modelo, ter sido limitada eletronicamente em 299 km/h, a aceleração está mais rápida, mesmo comparada aos carros mais rápidos do planeta: de 0 a 160 km/h em 5.44s


Anuncie no pimenta

As funkeiras mais gosotosas do Brasil

Esta lista mostra somente algumas das mais desejadas funkeiras brasileiras, polêmicas ou não talentosas ou não tanto faz o importante é que elas tem aquele conteúdo da qual nós gostamos muito.


Valeska Popozuda ou Valesca Popouzada nome artístico de Valesca Santos (Rio de Janeiro, 13 de outubro de 1979) é uma funkeira, cantora, dançarina e modelo erótica brasileira. Atualmente é vocalista do grupo de funk Gaiola das Popozudas. Posou nua para a edição especial da revista Playboy no mês de Junho de 2009.
Criou, com outras mulheres, no início da década de 2000 um grupo de funk que recebeu o nome de Gaiola das Popozudas, tendo uma maior repercução logo após do hit "Late que eu to passando" fez parte da trilha sonora da novela Beleza Pura. Tem 550 mililitros de silicone em cada nádega. Fez um ensário nu para a edição especial da revista Playboy no mês de Junho de 2009.
Em 2009, Valesca é alvo de uma polêmica iniciada no ano anterior, com o então presidente Luis Inácio Lula da Silva. Em seu ensaio para a revista Playboy, Valesca posou nua em cima de uma foto do presidente. A admiração teria surgido quando Lula visitou o Complexo do Alemão em 2008, e o complexo de Manguinhos no começo de 2009, quando dividiu os eventos com a funkeira. Valesca ainda compôs um funk, intitulado "Funk do Lula", em que dizia "conheci o Lula no Complexo do Alemão, e ele não tirou o olho do meu popozão", o que causou revolta em alguns intelectuais.

Andressa Soares (Rio de Janeiro, 28 de março de 1988), conhecida por seu nome artístico de Mulher Melancia, é uma dançarina, cantora e modelo que se tornou célebre por ser uma das dançarinas da chamada "Dança do Créu", composição do funkeiro MC Créu. Precursora do fenômeno do funk carioca conhecido como "Mulheres Fruta", recebe desde então destaque na grande mídia: foi três vezes capa da revista Playboy, com a edição mais vendida do ano de 2008, concedeu entrevistas a jornais como a Folha de São Paulo e suas aparições televisivas mantiveram altos índices de audiência.
Após sua saída dos palcos de MC Créu, Andressa iniciou sua carreira solo, emplacando o hit Velocidade 6, com o qual realizou turnês de shows que chegaram a reunir cerca de 30 mil pessoas. De acordo com a própria cantora, seu funk seria diferente, pois não haveria maldade na dança.

Em 2008, Andressa Soares despontou na chamada mídia erótica e, apenas naquele ano, figurou em 3 capas e 2 DVDs lançados pela revista Playboy, vendendo mais de um milhão de itens. Em 2009, acertou sua quarta capa para a revista, marcada para o mês de julho. A fama de suas formas, no entanto, chegou até mesmo aos Estados Unidos, onde apareceu no site do diretor do filme Quero ser John Malkovich, Spike Jonze. Além disso, chegou a ser a atração dos shows do ilusionista David Blaine, realizados no Central Park.[

Na televisão, pode-se destacar desde participações em programas como Zorra Total até mesmo em programas portugueses, durante sua turnê na Europa de 2009. Nesse mesmo ano, recebeu um convite para participar da primeira edição do programa A Fazenda, da Rede Record, mas o convite foi então recusado pela dançarina. No ano de 2010, foi selecionada pela editora alemã de livros de arte Taschen para estampar uma obra que reúne os mais belos bumbuns do mundo, lançada em três idiomas: italiano, espanhol e português e ingressou como participante da terceira temporada do reality show A Fazenda, finalmente aceitando então o convite recebido pela emissora do programa.

Ellen Cardoso (13 de julho de 1981), também conhecida como Mulher Morangunho, substituiu Andressa Soares após sua saída do grupo de MC Créu. Conhecida no meio artístico, fazia strip-tease no programa O Melhor do Brasil e era também ex-dançarina do grupo de axé Swing Baratinha. Em 2009, posou nua para a revista Sexy na edição de fevereiro e foi rainha de bateria da escola da Paraíso do Tuiuti, em 2009.

Cristina Célia Antunes Batista (Florianópolis, 22 de novembro de 1984), também conhecida como Mulher Melão, surgiu no cenário funk logo após o carnaval de 2008, quando saiu como sereia em um carro alegórico da Vila Isabel. Foi escolhida como princesa da Gaviões da Fiel, em São Paulo, e como rainha da bateria da Lins Imperial, no Rio de Janeiro. Em 2010, foi candidata a deputada estadual pelo PHS para a Assembléia Legislativa do Rio de Janeiro, mas não conseguiu ser eleita.

Gracy Kelly (4 de abril de 1982), também conhecida como Mulher Maçã, recebeu o apelido graças ao funk A maçã, o fruto proibido, gravado por ela. Já foi cantora e dançarina do MC Leozinho, do Movimento Funk Clube e do MC Serginho. Desfilou pela Salgueiro e na Beija Flor, mas em 2009 foi coroada como musa da Mangueira na quadra da escola. Em 2011, foi a rainha de bateria da Em Cima da Hora

Taty largou a profissão de psicóloga para virar funkeira é mãe de dois filhos atualmente a dupla princesa e plebeu está desformada.

Perla da Silva Fernandes, (Nilópolis, RJ , 28 de novembro de 1988)
Perlla é de origem evangélica e começou a cantar aos 4 anos de idade no coral da igreja, no Rio de Janeiro. Aos 15 anos, conheceu DJ Mãozinha o DJ Thiago Eletric ( Thiago Ayës ) e Umberto Tavares, que se tornaram seus produtores e passaram a compor especialmente para ela. Pouco depois, uma fita com gravações de Perlla foi parar nas mãos de DJ Marlboro.

Perlla não se considera funkeira, apesar de ter estourado nas rádios brasileiras com o funk melody da música "Tremendo Vacilão". Até lançar seu primeiro álbum, nunca tinha ido a um baile funk, contudo, no Brasil suas músicas fazem relativo sucesso com DJs de funk carioca.

A ambiguidade, que faz parte da vida de qualquer adolescente, também marca o cotidiano de Perlla, que se tornou a sensação nas rádios com a música "Tremendo Vacilão" e acabou despertando a atenção da gravadora Deckdisc, que lançou seu primeiro CD, "Eu Só Quero Ser Livre" (Deckdisc), no qual narra as aventuras e desventuras de uma jovem igual a qualquer uma, que só quer curtir a vida.

Foi noiva de Léo Moura, mas devido a um caso de infidelidade (no qual engravidou uma mulher com quem teve uma relação passada), terminou o noivado. Já namorou com o jogador Álvaro do Flamengo, mas diz que hoje está feliz solteira

Verônica Chaves de Carvalho Costa (Rio de Janeiro, 21 de abril de 1974) é uma empresária, radialista, cantora,apresentadora de televisão e política brasileira
Ficou conhecida ao se casar com apenas 15 anos com o empresário da equipe de som Furacão 2000, Rômulo Costa na qual já apresentou os programas de televisão e de rádio sobre a equipe de som. Ficou conhecida como a Mãe Loura do Funk por participar das gravações dos programas da equipe durante a gravidez. Depois da separação com Rômulo, acabou montando a sua equipe "A Glamourosa".

Também consagrou-se como cantora de Funk, com músicas como Desce Glamourosa e Levanta a Blusinha.

Foi eleita vereadora da cidade do Rio de Janeiro em 2000 (Reeleita em 2004) e se candidatou uma vez à deputada estadual em 2002, não conseguindo se eleger. Recentemente, foi assunto da coluna política Não é bem assim, do jornal O Globo, que contestou seu principal projeto como legisladora

Em 2008 tentou se reeleger, mas teve seu registro de candidatura negado

Em 2010 se candidata como Deputada Estadual pelo Partido da República e é eleita Suplente com 25.594 votos.

Em Setembro de 2010, Verônica prestou queixa contra o marido Márcio Giovani Costa, segundo ela, Márcio apontou uma arma na cabeça dela, meses depois o casal reatou o relacionamento.

Em Fevereiro de 2011, Márcio Costa acusou irmão, a irmã e o padrasto de o manter em cárcere privado, segundo Márcio, os parentes de Verônica teriam espancado e ateado fogo com um produto inflamável.

Suellem Aline Mendes Silva (4 de dezembro de 1986), também conhecida como Mulher Pêra, já iniciou em carreira solo no mundo artístico e lançou um CD. Em 2010, se candidatou ao cargo de deputada federal pelo estado de São Paulo, mas obteve apenas 3136 votos, considerados insuficientes para conquistar uma vaga na Câmara Federal Foi divulgado na imprensa que Suellem não havia obtido nenhum voto, no entanto o que ocorreu é que seus votos haviam sido anulados pelo TRE por questões burocráticas

Yani de Simone, conhecida como Mulher Filé


Nesta lista não inclui apenas dançarinas, mas também aquelas que cantam ou tentam cantar.

Anuncie no Pimenta